A Hipocalemia Puerperal ou Eclâmpsia

A Hipocalemia puerperal ou Eclâmpsia acontece devido a baixa quantidade de cálcio circulante no organismo e está ligada a produção de leite (lactação). Ocorre normalmente do final da gestação e até 3 semanas após o nascimento dos filhotes.

 

Durante a fase de produção de leite e amamentação, grandes quantidades de cálcio são demandadas pelo organismo através de uma glândula específica que controla seu depósito e a sua circulação.

Se não há disponibilidade suficiente de cálcio no organismo ocorrerá uma queda desse mineral e consequentemente uma hipocalcemia.

Como causa da Hipocalcemia/Eclâmpsia podemos citar o uso de alimentação inadequada, de baixa qualidade, insuficiente ou também ao um grande número de filhotes.

Mas não se engane achando que dar vitaminas resolve o problema!

O excesso de suplementação durante a gestação também pode influenciar no aparecimento da doença uma vez que o excesso de cálcio inviabiliza a atuação da glândula responsável pela regulação desse mineral disponível no organismo.

Por isso é fundamental que a pessoa que irá reproduzir um cão tenha estudado e tenha um veterinário responsável para acompanhar a gestação.

Mesmo sendo um problema relativamente fácil de reverter, o proprietário/criador precisa estar atento, pois os primeiros sintomas podem passar despercebidos até a hipocalcemia estar severa.

Portanto se você presenciar algum ou alguns desses sintomas corra o mais rápido possível para o seu veterinário, pois há risco de morte.

– Hipertermia (elevação da temperatura)

– Anorexia (a fêmea não se alimenta)

– Tremores musculares

– Cianose (coloração da língua arroxeada)

– Convulsão

Se você é criador ou pretende começar uma criação de cães de maneira responsável, temos cursos introdutórios e de aprimoramento disponíveis. Clique aqui para conhece-los

Quer aprender mais ? Clique Aqui 

Posts